História

?E a verdade vos Libertará? ? João 8:32

Contamos com mais de 68 anos de alegria, sim alegria em poder ensinar, educar e perceber que as crianças que por aqui possaram, hoje são mais do que profissionais renomados: São pessoas honestas e amorosas. E esses são predicados de quem conhece a verdade.

Sabemos que a verdade sobre matemática, ciências e demais disciplinas são a base para o conhecimento, estes pilares irão tornar o seu filho aquela criança que inicia seu estudos e deposita sua confiança em cada um dos professores que desta intituição faz parte, um profissional responsável e realizado; Contudo, muito mais importante que essas verdades, acreditamos numa verdade muito superior.

Apenas a verdade sobre Jesus Cristo pode libertar seu filho dos vícios e demais dificuldades que esta vida trazem. E é por isso que temos orgulho e apreço pelo que fazemos, todos os dias!

 

INSTITUTO PRESBITERIANO SAMUEL GRAHAM

SO # 34_ok.pdf

Em seu livro História da Igreja Presbiteriana do Brasil , o Rev. Júlio Andrade Ferreira informa que o evangelho foi levado para a região de Jataí, no sudoeste de Goiás, por uma velha Bíblia que veio a cair nas mãos de um negro tropeiro. Este a havia recebido de um amigo, que pensara ser o livro um código penal, bom para passar o tempo quando doente. Mais tarde um colportor explicou- lhe o que era realmente o tal livro. O velho, a esposa e um casal da vizinhança se converteram, e por meio deles o evangelho se espalhou em muitas comunidades.

Quanto aos presbiterianos, em 1924 e 1925 duas famílias crentes procedentes de Araguari se estabeleceram em fazendas da região e receberam a visita do missionário Rev. James Woodson, residente naquela cidade do Triângulo Mineiro. O obreiro seguinte a fazer visitas a Jataí foi o Rev. Ashmun Clark Salley, da Missão Sul do Brasil, então residente em Alto Araguaia (MT). Em 1931, ele e sua esposa Sarah transferiram residência para Jataí, onde permaneceram por uma década, trabalhando em toda a região. A Missão Sul era ligada à PCUSA, a Igreja do Norte.

Em 1940, o Rev. Donald F. Schroeder e sua esposa Helen assumiram o trabalho de Jataí e do campo do sudoeste de Goiás. Entre outras atividades, esse casal organizou uma biblioteca e uma escola primária. Todavia, tiveram de regressar aos Estados Unidos, devido a problemas de saúde de D. Helen. Em 10 de junho de 1942, já sob o pastorado do Rev. Robert E. Lodwick (1914-2004), o pequeno educandário foi registrado na Diretoria Geral de Educação do Estado de Goiás com o nome de Escola Evangélica de Jataí. A primeira professora, responsável pelo ensino primário, foi Lóide Emrich, irmã do Rev. Teodomiro Emerique.

O Rev. Lodwick inaugurou o templo presbiteriano em 11 de outubro de 1942 e quatro anos depois, no dia 1º de dezembro de 1946, foi organizada a Igreja Presbiteriana de Jataí, sendo eleitos os dois primeiros presbíteros. O número de membros comungantes chegou a 41. No ano seguinte, uma comissão designada pela Missão Brasil Central, que havia absorvido a Missão Sul, esteve em Jataí fazendo um levantamento com vistas à ampliação da escola primária e à criação de um Curso Normal Regional para a formação de professores para a zona rural.

SO # 34_ok.pdf

 

Em 1948, como resultado desse levantamento, chegou a Jataí o casal Samuel e Ruth Graham, para iniciar a criação do Curso Normal e a construção da sede própria na qual deveriam funcionar os cursos. Samuel Irvine Graham, nascido em 1893, era engenheiro agrônomo e chegou ao Brasil em 1923, trabalhando inicialmente no Instituto Ponte Nova, na Bahia. Após muita procura e uma série de dificuldades, inclusive de ordem religiosa, conseguiram adquirir uma área de doze alqueires na parte alta da cidade, onde até hoje estão as instalações da escola. No dia 12 de agosto de 1952, quando viajava em busca de novos recursos para as obras de construção, o missionário Samuel Graham, grande batalhador em prol da ampliação da escola evangélica, faleceu em um desastre de avião. Logo em seguida, seu nome foi dado à escola ? Instituto Samuel Graham. A viúva, D. Ruth Graham, deu continuidade ao trabalho, com a construção de novos prédios e a criação de novos cursos. Em 1953 foi criado e instalado o Curso Normal Regional, que funcionou até 1962. Em 1960 foi criado o Curso Ginasial e em 1964 o Curso Normal Ginasial, em nível de 2º Grau. Em 1962, foi criado o Conselho Deliberativo, órgão responsável pela administração do Instituto Samuel Graham, constituído de representantes da Igreja Presbiteriana de Jataí, do Presbitério Sudoeste de Goiás (criado em 12.01.1962) e do Sínodo Oeste do Brasil. Desde sua fundação até 1970, o instituto funcionou em regime particular, tendo como entidade mantenedora a Missão Brasil Central. Em 1971, visando uma assistência mais ampla à população, foi celebrado um convênio com a Secretaria de Educação do Estado de Goiás, passando o instituto a funcionar em regime de ?escola conveniada? para os cursos de 1º Grau e de Técnico em Magistério.

 

 

SO # 34_ok.pdfNo início de 1977, atendendo à solicitação de representantes da comunidade, foi criado o Curso de Habilitação Básica em Saúde, no nível de 2° Grau, com vistas ao melhor preparo dos estudantes para os concursos vestibulares, com resultados muito positivos. Para melhor atender os jovens, a escola implantou em 1990 uma nova grade curricular, mais atualizada e moderna, também com o objetivo de melhor preparar os alunos para o vestibular. Em 3 de julho de 1977, a Comissão de Missão e Relações Ecumênicas (Coemar) da Igreja Presbiteriana Unida dos Estados Unidos da América, através de seu procurador, Rev. James N. Wright, transferiu todos os bens móveis e imóveis do Instituto Samuel Graham à própria escola, que passou a ser proprietária exclusiva de todo o patrimônio antes pertencente à igreja norte-americana. Em 2010, o Conselho Deliberativo incluiu o título ?presbiteriano? no nome de fantasia da escola, que passou a se chamar Instituto Presbiteriano Samuel Graham. Em 2012, ao completar 70 anos de fundação, o instituto oferece os seguintes cursos: na área conveniada: Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano, com cerca de 800 alunos; na área particular: Invest Júnior (Educação Infantil e Ensino Fundamental do 1º ao 9º ano) e Invest (Ensino Médio do 1º ao 3º ano), com 500 estudantes. Possui um dos mais bem formados corpos docentes de Jataí. Além das salas de aula e da sala de mídia com data-show, a escola possui biblioteca, sala de informática para todos os alunos do particular, auditório com capacidade para 450 pessoas e praças de esporte (quadra de areia, três quadras esportivas e ginásio coberto), tudo distribuído em uma área verde totalmente preservada de mais de 100 mil metros quadrados. Ao longo dos anos, o Instituto Samuel Graham teve os seguintes diretores: casal Samuel Graham, Rev. Robert Eugene Lodwick, George Harold Glass, Rev. James W. Buyers. Rev. Abimael Etz Rodrigues, Rev. Eliézer Tavares de Jesus, Rev. José Inocêncio de Lima, Prof. Izaltino Gonçalves Guimarães, Prof. Takio Sakai, Prof. Uriel Emerick, Prof. Gilásio Sousa Santos, Prof. Alírio Ferreira Chagas, Presb. Omar Gouveia de Morais e Eng. Neftali Rodrigues dos Reis. Atualmente a instituição é dirigida pelo Prof. Francisco Marcos Freire Dantas.

SO # 34_ok.pdf

Como parte da sua filosofia educacional, o IPSG mantém um serviço de capelania com a finalidade de oferecer assistência e orientação espiritual aos seus alunos, funcionários e familiares, bem como uma formação cristã solidamente firmada nas Escrituras. Desde 1983, estiveram à frente da capelania do instituto os seguintes pastores: José Carlos Potenciano, João Marcos de Melo Silva, Jurandir Orestes de Menezes, Joênio Barbosa Barros, Jonas Cândido Ferreira e Presb. Fabrício Cabral (in memoriam ). O atual capelão é o Rev. Djaik Souza Neves.

SO # 34_ok.pdf

Nos últimos dois anos, a escola tem experimentado uma renovação não só de seus elementos pedagógicos, estruturais e logísticos, mas, de uma forma especial, de sua confessionalidade e educação cristã, com a retomada das aulas formais de Ensino Religioso sob a coordenação da capelania, como disciplina normal, bem como por meio de cultos, devocionais com os funcionários e assistência espiritual em geral, além do apoio a professores, alunos, pais e funcionários do instituto.